terça-feira, 4 de julho de 2017

No ritmo dela


No ritmo dela



tanto
e nada para dizer
e enquanto a confusão no peito
se inicia já cedo
junto com o dia
penso rápido em ti ó Poesia
e meu alento


cresce




Eliana Mora, junho/2017

2 comentários:

Emmanuel Almeida disse...

Ela nos chama, nos arrasta, nos inflama. Muito lindo seu Poetar.

Eliana Mora [El] disse...

<3 Grata!!

Postar um comentário

Aqui, quem agradece tua mensagem é a Poesia.

Um passeio de Amor O ramo perdido estava ali. Me perguntei se por acaso ele queria voltar ao j...