terça-feira, 18 de abril de 2017

Nuances de um Clássico


Nuances de um Clássico




Sonhei-te assim
fragrância imaginária
invisível
a espalhar-se

em mim



Eliana Mora, 17/04/2017

sexta-feira, 14 de abril de 2017

A força de uma luz só tua


A força de uma luz só tua



Não se desespere.
Ali adiante sempre pode haver
um viço
um outro sorriso
um pente que toca
vogais

Não fique triste
logo ali pode existir
aquela magia
num brilho de lua
ou em qualquer lugar

Aqui
ainda no chão
você pode encontrar
um pano dourado
um laço uma figa
a tela de um mágico
e belo pintor

Então se permita
ter olhos que brilhem
ter força no ventre

escreve
delira

[tem mais que uma vida
em tua Poesia]



Eliana Mora, 13/04/2017

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Idas, vindas, mutações


Idas, vindas, mutações



A cor do poeta
nas horas difíceis
é quase diáfana

quando ele revive
se enfeita
se pinta
se alastra por vias
por latas
esquinas
e morre de novo

[mas morre agarrado à sua poesia]



Eliana Mora, 05/03/2017

sexta-feira, 31 de março de 2017

Pé de Valsa



Pé de Valsa



isolado e carente
dança uns passos de Tango
ao som de Piazzolla

sabe
não perdi o jeito, não
- diz ele -

[só falta o par]




Eliana Mora, 30/03/2017

segunda-feira, 27 de março de 2017

Em cores pessoais


Em cores pessoais


A tinta
cor deste dia
apareceu
e me fez aqui pensar
...o repertório de lentes
não alçou meu paladar


E lá fui eu
colocar tudo mais ou menos
no quase mesmo lugar
porém com focos diversos
minhas cores
meus desejos
meu apelos a mim mesma
que eles sabem muito bem
onde chegar

[e na verdade nem me vacinei ainda
contra a dor do não pensar]




Eliana Mora, 27/03/2017

quarta-feira, 22 de março de 2017

Um mundo que pára Londres


Um mundo que pára Londres



Tudo fixo
a dançar no imaginário
pular muros
escrever dicionários
faturar muito
[sem intermediários]
mexer nos dutos
que o cérebro tem
enviar notícias daqui
para o além
e retirar assim
sem mais nem menos
os véus das imagens
escrever mais histórias
sem vida
[nem bem]




Eliana Mora, 22/03/2017

sábado, 11 de março de 2017

Sem Dados



Sem dados




Anterior
antigo
de um tempo nada aferido
ao leste
e ao sul
do sofrimento

de um coração




Eliana Mora, 08/03/2017