sábado, 17 de junho de 2017

Porque vejo e sinto


Porque vejo e sinto




Se me arranco de mim
se desperdiço pedaços que voam para todo lado
se desenho outros no meu lugar
se a febre diminui
depois aumenta
se tudo depende de nada ao certo
e tudo precisa mudar - para que dependa
só posso dizer que sou uma 

apenas
no total desamparo deste mundo que vejo e sinto
uma a mais que ama poesia
e que
sem ela

não estaria mais aqui



Eliana Mora, 17/06/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui, quem agradece tua mensagem é a Poesia.

Dos lucros e das perdas

Dos lucros e das perdas   A mim pertence o que sempre gostei aquilo que sonhei se consegui ou não tornar realidade a mim o meu fervor...