quarta-feira, 11 de março de 2015

Sempre o Retorno




Sempre o retorno




Perder-se no interior de si 

é enredar-se nos anéis do próprio mundo
satélite das sensações
inúmeras expedições
luas
miragens
passagens

Verificar o quão adiante é que se foi

o que se pode ainda aventurar
pode ser 
como ir a Marte


[mas voltar]




Eliana Mora, 11/03/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui, quem agradece tua mensagem é a Poesia.

De lá e de cá da fronteira

De lá e de cá da fronteira Águas divididas leste dos momentos percebidos e das tão desejadas alforrias Onde como até que dia esperar por...