quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Quase nenhuma Aurora



Quase nenhuma Aurora


beijos e contas lilases
no afã do azul, no leste do vinho
claro, mistura de sons e cores
deuses à espreita


pálida manhã do desejo
quieto, a saber que está.



Eliana Mora, 20/12/12

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui, quem agradece tua mensagem é a Poesia.

Uma vez mais, grata Aquela mão prateada entrou ali na minha lembrança a dedilhar o violino como se nada mais tivesse a fazer neste mund...