quarta-feira, 17 de maio de 2017

À procura da chave mestra


À procura da chave mestra



Um ser poético
nem sempre é bem compreendido
sua voz
suas palavras
sua emoção
podem ter cores diferentes
nebulosas escondidas
pérolas a cobrir de véus
sua poesia
suas reações

um ser poético
nem sempre é olhado com aquela atenção
mais apurada
nem sempre traduz a emoção
ali guardada
nem sempre revela a abertura ao sonho 

e ao amor

Um ser poético
nem sempre se cala

[mas nem sempre revela sua dor]



Eliana Mora, 15/05/2017

2 comentários:

Emmanuel Almeida disse...

Sensível e terna visão. Obrigado, versos nos dizem muito.

Eliana Mora [El] disse...

Sempre com teu modo gentil, delicado.
Grata, Emmanuel!

Postar um comentário

Aqui, quem agradece tua mensagem é a Poesia.

Em pensamento

E m pensamento adivinhei fotografei até sonhei fagulhas escrevi muito poema andei por estradas nuas ...