quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

De múltiplos disfarces


De múltiplos disfarces



Mestiça dor
a desenvolver um ritmo
vadio
meio vai não vai
meio vem não vem
uma coisa que não avisa hora
e ocupa um espaço que de verdade
não existe

a mística dor
de vento
de nó
de flor
de vaso que quebra
de lágrima

um enredo de muito cinema noir
hoje aqui
em ritmo de samba
somente para variar
para se fingir

de alegre




Eliana Mora 12/12/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui, quem agradece tua mensagem é a Poesia.