quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Dizer e não Dizer [da Vida?]


Dizer e não dizer [da Vida?]


Dizer
da falta que fazem
todos os arpejos
e canções
as veias doloridas

a cada sensação
o mundo 

das estrelas

Dizer
do que é aquele visgo
soro de viver
cateterismo
farta influência de lirismo
nos azuis
dos corpos

Dizer da Vida?


Ou da falta
da partida
do tanto que se vê
fora do esquadro
da gana concebida em rios
de marasmo

É não dizer.


Por que sentimentos
represados
são caminhos de silêncio

e que -- mais largos  --
podem ser

fatais.




Eliana Mora, 24/10/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui, quem agradece tua mensagem é a Poesia.