sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Herança Brutal


Herança brutal



Onde irá pousar o tempo que virá?

Não terá asas como pássaros
nem chance de ver florescer seus jardins

Alma esmagada.
Obras de arte quebradas,
violentadas

Vida a morrer 

[pelo chão]



Eliana Mora, 27/02/2015
Para as obras assírias destruídas pelo Isis

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui, quem agradece tua mensagem é a Poesia.

Insano

Insano o choro corria face abaixo quase colorido em pedaços como que não ousasse ser fraco e sim muralha a afastar a vida para l...