sábado, 8 de março de 2014

Presença Etérea




Presença Etérea 


Em ondas
por entre os mares
letras sobem e descem
vão e vem 
[navios que tocam adeus]

As que não podem mais acenar
são almas moldadas
no corpo  

de um poema


Eliana Mora, 4/3/14

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui, quem agradece tua mensagem é a Poesia.

De lá e de cá da fronteira

De lá e de cá da fronteira Águas divididas leste dos momentos percebidos e das tão desejadas alforrias Onde como até que dia esperar por...