sábado, 8 de março de 2014

Presença Etérea




Presença Etérea 


Em ondas
por entre os mares
letras sobem e descem
vão e vem 
[navios que tocam adeus]

As que não podem mais acenar
são almas moldadas
no corpo  

de um poema


Eliana Mora, 4/3/14

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui, quem agradece tua mensagem é a Poesia.

Dos lucros e das perdas

Dos lucros e das perdas   A mim pertence o que sempre gostei aquilo que sonhei se consegui ou não tornar realidade a mim o meu fervor...