domingo, 16 de julho de 2017

Rota Perigosa


Rota perigosa



Pelo fio fino
andei
vinha descendo
caí
me levantei
com medo das minhas próprias reações
parei
e vi
a escorrer do fio
uma gota vermelha
[sinal de alerta]

Muito pensei.
me recompus

[recomecei]




Eliana Mora, julho/2017

2 comentários:

Emmanuel Almeida disse...

Na corda bamba, andar arriscar, andei. Lindo isso!

Eliana Mora [El] disse...

Sim.....e não poucas vezes, caro Emmanuel!

Um abraço em ti!

Postar um comentário

Aqui, quem agradece tua mensagem é a Poesia.

Dos lucros e das perdas

Dos lucros e das perdas   A mim pertence o que sempre gostei aquilo que sonhei se consegui ou não tornar realidade a mim o meu fervor...