quarta-feira, 22 de março de 2017

Um mundo que pára Londres


Um mundo que pára Londres



Tudo fixo
a dançar no imaginário
pular muros
escrever dicionários
faturar muito
[sem intermediários]
mexer nos dutos
que o cérebro tem
enviar notícias daqui
para o além
e retirar assim
sem mais nem menos
os véus das imagens
escrever mais histórias
sem vida
[nem bem]




Eliana Mora, 22/03/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui, quem agradece tua mensagem é a Poesia.

Sentimentos e mudanças

Sentimentos e mudanças Se não há saídas se as palavras são apenas brincadeira e não mais modo de vida... ...