domingo, 22 de janeiro de 2017

Poucas palavras



Poucas palavras



Datas
nada dizem.

Dutos da alma
não precisam de números:
têm dotes
de marcar faltas
e ausências


Somente precisam
de estar num corpo


[e fica tudo dito]




Eliana Mora, 20/01/2017

Um comentário:

Emmanuel Almeida disse...

As marcas que a vida permite no corpo e na alma. Muito lindo!

Postar um comentário

Aqui, quem agradece tua mensagem é a Poesia.

Poeminha singelo II

Poeminha singelo II De todos, era o mais singelo: branquinho, medroso carinha de curioso. De quem estou fa...