domingo, 28 de agosto de 2016

A cor de todas as cores


A cor de todas as cores



é uma que não existe
que espera e não se cansa
que ama e não se entristece
que boia nas ondas do mar
que chora somente calada
que sente e não abre mão

em resumo:
é uma cor que não existe


mistura que se presume
de sentimento


[e razão]




Eliana Mora, 27/08/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui, quem agradece tua mensagem é a Poesia.

Um passeio de Amor O ramo perdido estava ali. Me perguntei se por acaso ele queria voltar ao j...