quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Para Cecília Meireles

                                                      

Mapa da Anatomia: o olho


O Olho é uma espécie de globo,
é um pequeno planeta
com pinturas do lado de fora.
Muitas pinturas:
azuis, verdes, amarelas.
É um globo brilhante:
parece cristal,
é como um aquário com plantas
finamente desenhadas: algas, sargaços,
miniaturas marinhas, areias, rochas, naufrágios e peixes de ouro.

Mas por dentro há outras pinturas,
que não se vêem:
umas são imagens do mundo,
outras são inventadas.

O Olho é um teatro por dentro.
E às vezes, sejam atores, sejam cenas,
e às vezes, sejam imagens, sejam ausências,
formam, no Olho, lágrimas.



Cecília Meireles
1901/1964

_________________________________________________

O olho da terra de Cecília


visão perfeita 

casa destelhada
fios ligados a viagens invisíveis furta-cores
e no planeta olho referido em teu poema
que em tudo pode assemelhar-se a uma visão da Terra
logo ali, vista do Espaço
a riscar fictícios dedos, medos e pincéis
que ao desprender-se de algum dantes firme laço
ainda sonham sonhos 
desenham cores e paixões 
lamentos líricos
lágrimas
sorrisos

[e regaços]



Eliana Mora, 22/08/2007

2 comentários:

Isiara Mieres Caruso disse...

Muito lindo Eliana, gostei D+

Eliana Mora [El] disse...

Isiara, que bom, quero te agradecer!
Muitos beijos!

Postar um comentário

Aqui, quem agradece tua mensagem é a Poesia.

Em pensamento

E m pensamento adivinhei fotografei até sonhei fagulhas escrevi muito poema andei por estradas nuas ...