domingo, 13 de janeiro de 2013

Logo de Manhã






Logo de Manhã



fibra de caju a grudar-se nos meus lábios
um estranho poder de relembrar


perguntei-me como
num cenário meio inóspito
sem nenhuma plantação ou pretensão
tua figura ou algo teu viria

sei agora que a força dos teus versos
voltou - e sempre voltaria

 
[ó doce amargura]



 

Eliana Mora, 13/1/13
Para AAM [In Memoriam]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui, quem agradece tua mensagem é a Poesia.

Em pensamento

E m pensamento adivinhei fotografei até sonhei fagulhas escrevi muito poema andei por estradas nuas ...